FANDOM


A novilíngua, ou newspeak em inglês, é uma língua artística que aparece no romance 1984, de George Orwell.

No final da edição original, há um apêndice intitulado Os princípios da novilíngua. A novilíngua é uma versão extremamente simplificada do inglês, (nas traduções se procede de maneira análoga com o idioma no qual se traduz para evitar confusão) e é um dos pilares básicos do regime autoritário do Partido. O objetivo de criar essa língua era substituir a antilíngua (Oldspeak), o inglês real, para assim dominar o pensamento dos membros do Partido e inviabilizar formas de pensamento contrárias aos princípios do Ingsoc (o que no livro se conhece como crime do pensamento). Por exemplo, para evitar que o povo deseje ou pense em liberdade, eliminam-se os significados indesejados da palavra, de modo que o próprio conceito de liberdade política deixe de existir nas mentes dos falantes.

Estrutura Editar

O vocabulário é reduzido ao mínimo, ao ponto de que palavras como mal se convertem em imbom (no original inglês, ungood), ótimo em plusbom e terrível se converte em dupliplusimbom (doubleplusungood no original). Com efeito, um bom falante de novilíngua é aquele que necessita de menos variedade de palavras para expressar uma idéia.

O vocabulário se divide en três partes:

  • Vocabulário A: palavras de uso común (comer, beber, árvore). Em quase todos os casos, as palavras deste grupo concidem com a antilíngua. Com estas palavras se poderiam expresar todos os pensamentos simples que não tenham conteúdo filosófico ou político.
  • Vocabulario B: palavras construídas com fins políticos, com o objetivo de dirigir e controlar o pensamento do falante. Por exemplo, bonsexo (goodsex), que significa sexo para produzir crianças para o Partido, ou bempensadamente (goodthinkwise), que significa de maneira ortodoxa. Outras palavras são mais difíceis de traduzir na linguagem comum, como por exemplo duplipensar (veja o destaque#Algumas palavras peculiares).
  • Vocabulário C: composto exclusivamente de palavras científicas e técnicas, mas redefinidas de maneira que ficassem desprovidas de significados "potencialmente perigosos".

A gramática se fundamenta em duas características:

  • Qualquer palavra pode cumprir qualquer função na frase, ou seja, a mesm palabra pode ser usada como verbo, adjetivo, substantivo, etc.
  • Regularidade absoluta, de modo que os verbos irregulares terminariam todos en ed, todos os plurais acabariam em s, etc.

Algunas palavras peculiares Editar

  • Facecrime (facecrime), rosto com uma expressão imprópria (como mostrar-se incrédulo ante o anúncio de uma vitória), o que é punido por lei.
  • Duplipensar (doublethink) - capacidade de manter na cabeça dois pensamentos contraditórios, um realista e oposto à doutrina do Partido e outro de acordo com este, de maneira que a forma de atuar, o comportamento e o próprio pensamento seja congruente com o que dite o Partido, independentemente das demais idéias que haja na mente. Parafraseando o autor, "inclusive, compreender a palabra duplipensar implicava o uso do duplipensar". Por exemplo, se o Partido diz que dois mais dois são cinco, e em nossa mente sabemos que na realidade deveriam ser quatro, a correta aplicação do duplipensar consistiria em manifestar-se e comportar-se como se fossem cinco, mantendo internamente que o resultado é quatro.
  • Negrobranco (blackwhite), aplicada a um inimigo, refere-se ao costume de afirmar descaradamente que o preto é branco (contradizendo a evidência, que é aquilo que o Partido prescreveu), enquanto ao se referir a um membro do Partido significa afirmar de boa vontade que o preto é branco, quando o Partido assim o indicar.
  • Crimedeter (crimestop), faculdade de interromper, quase instintivamente, todo pensamento perigoso que possa surgir na mente.
  • Impessoa (unperson), persona non grata ao Partido, que era vaporizada: sua existência não só era encerrada, como abolida dos registros.
  • Crimidéia (crimethink), pensamento crítico contra o Partido.
  • Proprivida (ownlife), individualismo e excentricidade.
  • Patofalar (duckspeak). No apêndice a 1984, Orwell explica: "Afinal, esperava-se que todos emitissem palavras da laringe sem que os centros do cérebro participassem. Este propósito se admitia com toda a força na palavra patofalar da novilíngua, que significava “grasnar como um pato”. Como outras palabras do vocabulário B, patofalar tinha um significado ambivalente. Sempre que as opiniões que se patofalassem fossem leais, era um louvor, de modo que, quando o Times se referia a um orador do Partido como un patofalante duploplusbom lhe dedicava um cálido e apreciado elogio.

Espécimes Editar

  • times 3.12.83 notícia ordemdia gi dupliplusimbom refs impessoas reescreve compl subsuper prearquivo.
  • A informação sobre a ordem do dia do Grande Irmão no Times de 3 de dezembro de 1983 é absolutamente insatisfatória e se refere a pessoas inexistentes. Volte a escrevê-lo por completo e submeta o rascunho à autoridade superior antes de arquivar.
  • times 17.3.84 gi disc malrepro africa retifica
  • times 19.12.83 previsão 3 ac 4.º trimestre 83 errata verifica número hoje
  • times 14.2.84 minifarto malnotícia chocolate retifica

Ligações externas Editar

  • Newspeak dictionary [1]

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no FANDOM

Wiki aleatória